Chikungunya – como eu posso tratar a Chikungunya?

Nos últimos verões, a chikungunya tornou-se uma palavra bem conhecida por conta dos noticiários. Também não é para menos, pois esta enfermidade acabou fazendo inúmeras vitimas, especialmente nas épocas mais chuvosas do ano. O vírus da chikungunya existe há muitos anos em locais dos continentes asiático e africano. Porém, com o avanço das cidades, destruição de áreas de floresta e trânsito de pessoas viajando ao redor do mundo, a enfermidade se alastrou. Como ela possui os mosquitos como vetores de infecção, ela se propagou mais rápido em ambientes mais quentes e úmidos, como as regiões Norte e Nordeste do Brasil, por exemplo. Ela é responsável por implicar fortes dores nas articulações do infectado, que levará algum tempo para ter sua saúde restabelecida, após um período de descanso absoluto e cuidados médicos especiais.

Causas da Chikungunya

A causa da chikungunya é a picada dos mosquitos Aedes aegypti (presente, geralmente, no ambiente urbano) e o Aedes albopictus (típico das regiões rurais) no corpo humano. Como em todas as espécies, os mosquitos fêmea procuram alimento (sangue) para suas crias e são responsáveis por propagar doenças caso elas estejam infectadas.

Sintomas da Chikungunya

Há quem diga que entre as doenças que o mosquito Aedes aegypit pode transmitir (as outras, a saber, a dengue e a zika), a chikungunya é a que possui os sintomas mais fortes. Se os analisarmos, não tiraremos a razão: apenas 30% dos casos vivem a chikungunya sem sentir nenhum dos sintomas. São eles:

  • Febre alta (acima de 39 graus);
  • Dores nas articulações dos membros e suas partes (mãos, pés, dedos, pulsos e tornozelos);
  • Manchas na pele e
  • Dores na cabeça e músculos.

Lembramos que a chikungunya é uma doença que se aparece e se desenvolve rapidamente. Por isso, não hesite em buscar um médico se você se sentir mal e com algum dos sintomas citados. Casos mais graves podem levar ao óbito.

Tratamento para Chikungunya

Infelizmente, não existem medicamentos (link) destinados a cura de chikungunya. O paciente, após o diagnóstico, deve tomar algo que amenize os principais sintomas, como febre alta e dor no corpo, mas, prioritariamente, fazer repouso absoluto. Manter-se hidratado, bebendo bastante água, também ajuda no tratamento (link). Contudo, sempre é melhor prevenir do que remediar, não é mesmo?! Por isso, a nossa dica primordial é que o leitor evite locais que apresentem altos índices de chikungunya ou outras doenças como dengue e zika. O verão é o período do ano com mais incidência porque é uma estação úmida e ideal para a proliferação de mosquitos. Caso isto não seja possível, o ideal é o uso demasiado de repelentes, camisetas de manga longa e utilização de mosqueteiro para dormir (link). Hoje também há diversos produtos químicos que ajudam a combater mosquitos no ambiente doméstico. Além disso, o velho conselho para não deixar recipientes e locais com acúmulo de água, ambiente ideal de reprodução do mosquito, é sempre válido. Também lembramos que somente é possível adquirir chikungunya uma vez na vida.

Remédio para Chikungunya

Esse é um problema de saúde pública, a Chikungunya, uma doença transmitida pelo mosquito Aedes aegiypti, fez e faz inúmeras vítimas no Brasil e fora dele. Veja como evitar o contágio e muito mais aqui no artigo.

Sintomas da Chikungunya

A Chikungunya apresenta sintomas quase idênticos aos da Dengue, os sintomas começam a aparecer entre 4 e 8 dias, após ser picado pelo mosquito. Os sintomas da doença são: febre de 40°C, manchas vermelhas no corpo e fortes dores de cabeça. As dores decorrentes da Chikungunya localizam-se basicamente nas articulações e podem levar a imobilidade do paciente, dores fortes nas costas, coceira no corpo com possível escamação na pele, cansaço extremo, hipersensível a claridade, diarreia, dor abdominal e vômitos (link), olhos vermelhos e dor forte atrás dos olhos. Podem ocorrer outros sintomas, raros, como distúrbios neurológicos. O que ocorre é que o vírus se localiza nas articulações, como joelhos e cotovelos é comum as dores permanecerem, mesmo depois de tratar a doença.

A doença, pode também, desenvolver sintomas que vão muito além, como:

– Juntas doloridas, permaneceram pelo período de até 3 anos após a infecção;

– Artrite de longo prazo;

– Dores articulares, que duraram por até 2 anos após a infecção;

– Dores musculares duraram por até um ano após a infecção.

Vale lembrar que os sintomas podem variar de acordo com cada pessoa

Causas da Chikungunya

A Chikungunya é uma doença infecciosa causada pelo vírus CHIKV, aqui no Brasil os primeiros casos da doença, transmitidas dentro do país, só tiveram início no ano de 2014, na Bahia e no Amapá. Na Bahia teve uma epidemia, no mesmo ano na cidade de Feira de Santana em apenas 3 meses teve mais de 1000 casos. Como o mosquito é o transmissor da doença é preciso combater o mesmo para acabar com as infestações da doença. A Chikungunya pode ser diagnosticada através dos sintomas e exames laboratoriais.

Tratamentos para Chikungunya

Para tratar a febre Chikungunya é preciso diagnosticar a doença através de exames. Após a constatação da mesma é preciso dar início ao tratamento para alívio dos sintomas, uma vez que ainda não existe um tratamento específico para a doença. O tratamento pode ser feito através do uso de medicamentos como anti-inflamatórios não esteroides, analgésicos que não contenham aspirina, imunoterapia. Os pacientes também podem tratar através da alimentação consumindo alimentos ricos em magnésio que fortalecem o organismo, beber em média 2 litros de água para evitar que a pessoa se desidrate, fazer repouso para regenerar o corpo e fisioterapia para aliviar a dor nas articulações (link), mesmo que tenha passado a febre. É importante salientar, que a pessoa que é infectada uma vez pela febre Chikungunya fica imune para o resto da vida, ou seja, não corre o risco de ter novamente a febre Chikungunya. É importante fazer o tratamento até o final e NUNCA se automedicar, pois apenas o médico poderá determinar qual o melhor tratamento para s febre Chikungunya. Usar repelente é uma forma de evitar a picada do mosquito, como também não frequentar áreas de risco, onde haja infestação do mosquito.

Importante

  1. Este artigo é de caráter informativo/explicativo e todas as informações aqui contidas foram pesquisadas na internet. Portanto, algumas informações podem sofrer alterações ao longo do tempo, ou seja, recomendo que você consulte diretamente as empresas/produtos mencionadas(os) para sanar qualquer tipo de dúvida.
  2. As imagens e fotos aqui contidas são meramente ilustrativas, e os direitos das mesmas são reservados ao seus respectivos autores.
  3. Esperamos que o conteúdo tenha sido de bom agrado e agradecemos a visita desde já, um grande abraço!
  4. Perguntas e respostas sobre o COVID-19 acesse: www.CombateOCoronaVirus.com.br